289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
Foi hoje assinado o protocolo de formalização da Rede de Bibliotecas de Olhão (RBO) e apresentados o portal www.bibliotecasolhao.pt e o catálogo coletivo da Rede. A iniciativa realizou-se na Biblioteca Municipal de Olhão José Mariano Gago, onde até amanhã decorre o Encontro da Rede de Bibliotecas “Contarolando”, que termina às 21h00, no Auditório Municipal, com o espetáculo “Serafim e as Vozes da Cal”.

2016-122-Ass-Protocolo-Rede-de-Bibliotecas-01

Há 20 anos foi criado o Programa Rede de Bibliotecas Escolares a nível nacional e, em outubro de 2003, fazia-se o primeiro acordo de colaboração que instituiu a criação de uma rede de bibliotecas escolares no concelho de Olhão que, para além das escolas, inclui a autarquia como parceiro natural. Hoje, formalizou-se esta Rede, tendo o protocolo sido assinado pelos representantes do Município de Olhão, Agrupamentos de Escolas Dr. Alberto Iria, Dr. Francisco Fernandes Lopes, João da Rosa e Prof. Paula Nogueira e ainda do Colégio Bernardete Romeira.

A partir de agora, existem em rede mais de 130 mil documentos, disponíveis para cerca de 10 mil utilizadores, através do site www.bibliotecasolhao.pt, onde é possível pesquisar por título, autor ou assunto, entre outros. A RBO é um núcleo de parceria interinstitucional composto por entidades públicas e privadas, entre elas – por parte do Município – a Biblioteca Municipal José Mariano Gago, o Arquivo Municipal António Rosa Mendes e o Museu Municipal Edifício do Compromisso Marítimo, assim como por 14 bibliotecas escolares.

O presidente da Câmara Municipal de Olhão, António Miguel Pina, que abriu a sessão e teve a seu lado a representante da Direção Regional de Educação Graça Lobo e a coordenadora da Rede de Bibliotecas Escolares Manuela Silva, enfatizou o “trabalho que tem vindo a ser desenvolvido por todos para a consolidação da Rede de Bibliotecas de Olhão”. António Pina agradeceu aos professores e funcionários do Município, “que se dedicam diariamente a este tema”. “Apesar do momento de crise que vivemos, nunca deixámos de investir em setores como a educação e a cultura e continuámos a insistir no nosso fundo documental, ao contrário de outros municípios”, destacou o edil olhanense.

2016-122-Ass-Protocolo-Rede-de-Bibliotecas-02

Agora, através da interligação informática, em qualquer lugar é possível consultar o fundo documental concelhio. Desta forma, com a documentação em rede que começou a ser preparada há vários anos, destacou a representante da Delegação Regional de Educação, Graça Lobo, “tem sido a trave mestra para a criação de novos leitores”. “Esta é uma rede de cumplicidades que hoje se materializa, continuando a abrir o apetite à leitura, para que esta chegue a bom porto em prol da literacia”, destacou Graça Lobo.

Também Manuela Silva, coordenadora da Rede de Bibliotecas Escolares, referiu-se à Rede como “algo que foi sendo construído e marca desafios para o futuro; uma etapa para ter continuidade”. Trata-se de “uma forma de apetrechar os nossos jovens para enfrentarem a incerteza com que nos confrontamos. Desejamos que daqui a um ano a Rede esteja mais consolidada”.

2016-122-Ass-Protocolo-Rede-de-Bibliotecas-04

Depois desta sessão, o encontro continuou com as presenças de Olga Fonseca, Adriana Nogueira, Cristina Taquelim e Anabela Baptista, que falaram sobre o real e o imaginário e a reescrita da mitologia e houve conversas sobre textos e contextos de intervenção. Durante a tarde, decorre uma oficina de escrita criativa sobre “A Imaginação por Detrás da Mão” e às 17h00 acontecem “Contos ao Desafio”, com Cristina Taquelim, José João Santos, Vítor Dias, João Evaristo, Carlos Campaniço e Fernando Guerreiro.

Amanhã, decorrem em várias escolas oficinas de Banda Desenhada (Carlos Rocha), Ilustração (Orlando do Ó), Escrita Tablets (Nélia Estêvão), Escrita “Haikus” (Paulo Penisga), Escrita Criativa (Nuno Nepomuceno), Micro Contos (Fernando Guerreiro) e Micro-ficção de Autores Portugueses (Paulo Pires). Ao final da tarde (18h00), realiza-se na Biblioteca Municipal a entrega do Prémio Juvenil António Macheira e o encerramento da exposição “Sentir Olhão… Por António Macheira”. Às 21h00, o espetáculo musical “Serafim e as Vozes da Cal” sobe ao palco do Auditório Municipal de Olhão.
 
2016-122-Ass-Protocolo-Rede-de-Bibliotecas-03

Assinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de OlhãoAssinatura de Protocolo Rede Bibliotecas de Olhão