289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
O Museu Municipal de Olhão – Edifício do Compromisso Marítimo acolhe, de 28 de setembro a 16 de outubro, a exposição Jogo do Moinho, que resulta do trabalho desenvolvido no âmbito do projeto de Educação para o Património com o mesmo nome.

2019-148-exposicao-jogo-moinho-olhao-01
A iniciativa, desenvolvida em parceria com a Rede de Museus do Algarve, o Agrupamento de Escolas Prof. Paula Nogueira e a Associação de Pais do mesmo agrupamento, insere-se na oferta educativa do museu e decorreu ao longo do ano letivo passado.

Culmina, agora, com uma exposição, uma visita acompanhada ao museu e um torneio entre crianças, famílias e adultos envolvidos no projeto.

O projeto, que envolveu a comunidade escolar e familiar, consistiu na dinamização do jogo em contexto de sala de aula, com a turma BRA2A da Escola EB1 de Brancanes e a turma do 3ºC da Escola EB nº7 de Olhão. Numa fase posterior as crianças, juntamente com a sua família, construíram os tabuleiros em casa, dos quais resulta, agora, esta exposição.

O objetivo da atividade foi, de forma lúdica, divulgar o património cultural existente na região e, gradualmente, desconstruir a ideia que o público jovem tem dos espaços museológicos. Através de um jogo de tabuleiro, foi promovida a concentração, o pensamento estratégico e a expressão plástica.

As origens do jogo do moinho são incertas. Embora tenha sido jogado durante a época romana, foi sob o domínio islâmico que teve maior popularidade, pelo menos até ao séc. XIV.

Na região algarvia, mais precisamente no Castelo Velho de Alcoutim, foi encontrado o maior conjunto e variedade de peças e tabuleiros da época islâmica provenientes de um único sítio arqueológico.