289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2020-066-25-abril-2020-olhao

Numa altura em que os ideais de Abril, os valores da Liberdade, a importância do Estado, que se quer - e tem mantido - democrático, mesmo em Estado de Emergência, e se revela crucial para, a bem do coletivo, vencer o maior combate da vida em Democracia em Portugal, é imperativo celebrar Abril!

Comemorar Abril​ é comemorar e reforçar os seus ideais e as suas conquistas. Não nos podemos esquecer que foi precisamente com a chegada da Democracia que nasceu, como grande conquista do 25 de Abril, o nosso Serviço Nacional de Saúde, um bem maior no desafio que hoje enfrentamos. Comemorar Abril é, também, homenagear os homens e as mulheres que estão hoje na linha da frente do combate a este inimigo invisível que urge derrotar. Os valores da Democracia​ e da Liberdade, seja para gerir a actual crise sanitária, ou a socioeconómica que está à porta, têm de ser reafirmados.
Assim, apelamos a todos os Olhanenses que se juntem à comemoração do 46.º Aniversário​ do 25 de Abril de 1974, mas cada um na segurança da sua casa, onde, simbolicamente, entraremos para levar a mensagem da Revolução dos Cravos, numa transmissão em direto, através da página de Facebook do Município, numa cerimónia que decorrerá a partir dos Paços do Concelho.

A cerimónia, articulada com a Associação 25 de Abril, tem início às 15h00 do dia 25 de abril, e conta com as participações do Presidente da Câmara, do Presidente da Assembleia Municipal, de um representante de cada bancada da Assembleia Municipal, de um representante de cada Junta de Freguesia e de um representante de cada força política na Câmara. Cada um, de uma das janelas do edifício camarário, cantará convosco "Grândola Vila Morena", seguida do Hino Nacional, que acompanhará o hastear das bandeiras Nacional, do Município e da União Europeia.

Estamos convictos de que, assim, conseguiremos dar a dignidade possível a tão importante data, apesar dos constrangimentos que todos vivemos, e respeitando o que todos temos pedido aos Olhanenses.



Os meus melhores cumprimentos,

António Miguel Pina