289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
As câmaras municipais da Praia da Vitória e de Olhão vão solicitar, em conjunto, uma reunião com o secretário de Estado do Desporto para contestar a decisão da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) de impedir o acesso dos clubes Praiense e Olhanense à II Liga de futebol.

2020-074 sporting-clube-olhanense
As autarquias entendem que a decisão da FPF de dar por concluído o Campeonato de Portugal e promover à II Liga o FC Vizela e o FC Arouca, sem disputa de playoff com as restantes equipas em primeiro lugar nas séries da prova, põe em causa a verdade desportiva e afeta significativamente as ambições das equipas do Praiense e do Olhanense, ambas com classificações que lhe permitiam disputar o playoff de acesso à II Liga, conforme os regulamentos da prova.

Entendem as câmaras municipais que é de todo justo que a FPF seja contestada de viva voz e que se perceba que a sua decisão – sem precedentes legais – afeta não apenas dois clubes, mas dois concelhos e duas comunidades que merecem outro respeito.

Serão apresentados argumentos ao secretário de Estado Desporto, no sentido de que seja reposta a justiça neste caso. De acordo com os dois autarcas, “é absurdo que se crie uma situação em que passam a existir primeiros de primeira e primeiros de segunda. Justificar a decisão com os pontos das equipas do Vizela e do Arouca, líderes nas suas séries, fazendo de conta que os líderes das outras séries não são líderes com total justiça, é ferir os mais básicos princípios desportivos. Por isso, os dois municípios decidiram unir esforços em defesa dos clubes e do respeito pelos seus concelhos. A tutela tem de intervir”.