289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2014-104-Miguel Goncalves MendesO realizador Miguel Gonçalves Mendes disponibilizou recentemente, de forma gratuita, toda a sua filmografia através do site www.mgm.org.pt. Com profundas ligações a Olhão, onde passou parte da sua juventude, Miguel Gonçalves Mendes realizou, entre outros, o filme Floripes, que retrata uma das lendas olhanenses.

Entre videoclipes, filmes institucionais, video-instalações, longas e curtas-metragens, destacam-se José e Pilar, o premiado filme sobre a relação de José Saramago e Pilar del Río, produzido pelos irmãos Almodôvar e por Fernando Meirelles, e ainda Floripes, o filme sobre a lenda olhanense filmado na cidade e com atores locais ou Autografia, registo profundo e intimista do poeta e pintor Mário Cesariny, filmado ao longo de três anos.

Está também disponível para visualização gratuita na internet o episódio da série brasileira A Verdade de Cada Um, realizado por Miguel Gonçalves Mendes e focado nos desafios da educação no Brasil. Trata-se da estreia inédita em Portugal de uma série produzida pela 02 para a FOX e exibida no canal NatGeo Brasil em abril de 2013 e selecionada como finalista na categoria Programa Jornalístico/Documentário da Associação Paulista de Críticos de Arte.

Em www.mgm.org.pt é ainda partilhada uma monografia com testemunhos de várias personalidades de relevo no mundo académico e cultural sobre o trabalho do realizador, entre eles José Padilha (Tropa de Elite), João Moreira Sales (Santiago), Valter Hugo Mãe, Luís Sepúlveda, Gonçalo M. Tavares, Maria João Seixas e Baltasar Garzón.

Segundo declarações do próprio realizador, com profundas ligações à cidade cubista, “numa época em que a cada dia mais salas de cinema fecham e o poder de compra para adquirir bens culturais é extremamente reduzido, o mais importante é que os filmes sejam vistos, seja através de que plataforma for”, pelo que o intuito desta iniciativa, num mercado como o português em que a rentabilidade económica dos projetos é praticamente inexistente, prende-se sobretudo com uma das principais permissas do processo criativo: a partilha.