289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2015-064-a-cadeiraÉ inaugurada no próximo dia 10 de abril, às 10h30, na Galeria da Biblioteca Municipal de Olhão, a exposição de ilustrações "A Cadeira Que Queria Ser Sofá", da autoria de Ana Biscaia, publicadas no livro com o mesmo nome, escrito pelo dramaturgo e encenador brasileiro Clovis Levi. A mostra está patente até 8 de maio.

Chega esta semana a Olhão a exposição do Prémio Nacional de Ilustração 2012. “A Cadeira que queria ser sofá” é o título de uma de três histórias reunidas no livro com o mesmo nome da autoria de Clovis Levi, na altura em que o mesmo era professor na Escola Superior de Educação de Coimbra. 

A autora, que marca presença na inauguração, nasceu na Figueira da Foz, em 1978. À frente dos seus olhos, o pai desenhava noite dentro. Talvez a inspiração tenha começado aí… No ano – 2013 –  em que a exposição de Ana Biscaia foi premiada, o júri considerou que a obra de destacava “do que é habitual no panorama da ilustração nacional”, valorizando as qualidades pictóricas da obra e a utilização que a autora faz do livro “enquanto objeto e formato, transgredindo os alinhamentos habitualmente impostos pela composição e paginação gráfica e tipográfica”. O júri realçou que o que torna tão singular a obra da ilustradora é a “evidente relação com o formato diário gráfico, caderno de esboços ou scrap book”, assim como o desenho por tentativa e erro e o apelo ao tátil”. Quanto à obra em que se inspira, o destaque vai para o “valor plástico arrojado na figuração e na representação alegórica da morte e da solidão”.

Licenciada em Design de Comunicação pela Universidade de Aveiro, o desenho ocupa noites de Ana Biscaia…e traz-lhe amigos. Ilustrou o seu primeiro livro em 2006, para a & etc: Negrume, de Amadeu Baptista. Com esses desenhos – ursos –, conseguiu entrar na Konstfack University College of Arts, Crafts and Design em Estocolmo e estudar Ilustração durante dois anos com Andreas Berg. Parte da essência do seu trabalho está relacionada com as palavras deste professor. 

As suas inspirações são as pessoas, o cinema, a poesia, a música, a comida, a língua portuguesa. Mas também o sono, o medo, as conversas. Tiago Manuel, André Lemos, Maria Keil, Sérgio Godinho ou Zeca Afonso são algumas dessas pessoas que marcam o trabalho de Ana Biscaia.

Em 2009, a autora ilustrou “Poesia de Luís de Camões Para Todos", que mereceu uma distinção do júri do Prémio Nacional de Ilustração. Em 2012, foi selecionada, juntamente com 24 amigos ilustradores, para representar Portugal na Feira do Livro de Bolonha na exposição “Como as Cerejas” e em 2013 recebeu o Prémio Nacional de Ilustração 2012 com o livro "A Cadeira Que Queria Ser Sofá", de Clovis Levi. 
Ana Biscaia colabora em diversos projetos de ilustração e banda desenhada e design gráfico, mostrando dessa forma a sua arte e versatilidade.