289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2015-211-passagem-de-nivil-reabre-01Na próxima segunda feira, 12 de outubro, a passagem de nível pedonal que separa as avenidas da República e Bernardino da Silva, que havia sido encerrada pela Refer, por razões de segurança, volta a estar aberta ao público, agora com vigilância e mais condições para os transeuntes. A garantia é da Infraestruturas de Portugal, depois do acordo alcançado com a Câmara Municipal de Olhão, que negociou a melhor solução possível para maior conforto dos olhanenses.

A Infraestruturas de Portugal (IP), empresa de capitais públicos que tem agora a seu cargo as linhas férreas, no âmbito da fusão da Refer e da Estradas de Portugal, já anunciou que “a passagem de nível será preparada de modo a que as pessoas possam atravessar em segurança e será instalado um labirinto”.

O projeto foi feito em conjunto com a Câmara de Olhão, tendo os técnicos da empresa e da autarquia estado em contacto, com vista a que o resultado final respondesse às pretensões de ambas as partes.
2015-211-passagem-de-nivil-reabre-02
A reabilitada passagem de nível irá contar com vigilância humana, pelo que foi dada formação nesse sentido aos seguranças que terão essa função. Refira-se que a passagem de nível estará aberta entre as 06h30 e as 22h00. Durante a noite, deverá ser utilizada a passagem inferior, por questões de segurança.

O atraso na reabertura da passagem, relativamente ao anunciado em julho deveu-se, segundo o presidente da Câmara de Olhão, à necessidade de a Autarquia lançar um concurso público com o objetivo de contratar vigilância humana: “A IP insistiu que tinha de haver vigilância humana, por ser de lei”, esclarece António Pina.

As obras que deverão estar concluídas na próxima segunda feira são da responsabilidade da IP, sendo depois os encargos com as mesmas, divididos entre a IP e o Município.

Entretanto, o concurso público para a obra da passagem inferior deverá ser lançado em breve pela Câmara Municipal de Olhão, uma vez que o projeto já está concluído e aguarda aprovação pela Assembleia Municipal do compromisso plurianual. A perspetiva é de que a obra se inicie no final deste ano ou no início de 2016.