289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2015-233-dia-aberto-arquivo-municipal-olhaoO Arquivo Municipal António Rosa Mendes, em Olhão, promove no dia 27 de outubro o seu Dia Aberto. O objetivo é dar oportunidade ao público em geral de conhecer valências que habitualmente lhe estão vedadas.

Apesar de o Arquivo se encontrar aberto ao público todos os dias das 13h30 às 17h00 para visitantes que desejem aceder à documentação do acervo, neste dia em especial, todas as outras áreas que o compõem, e que quotidianamente se encontram interditas, vão poder ser visitadas e exploradas.

Pretende-se com a iniciativa mostrar as áreas de trabalho, os depósitos, os documentos, o expurgo e, fundamentalmente, dar a perceber o que é um arquivo e o teor do trabalho nele desenvolvido, sem esquecer que o misticismo gerado em torno do que está guardado há anos, a aparência, a própria textura e a informação veiculada até hoje através dos documentos à guarda dos arquivos suscitou, desde sempre, muita curiosidade.

Ainda integrado no Dia Aberto no Arquivo Municipal, e marcando o 131.º aniversário do nascimento de Francisco Fernandes Lopes, será proferida, pelas 17h30, uma comunicação intitulada “Francisco Fernandes Lopes: o Homem, o Olhanense, o Intelectual. Percurso Biográfico através dos Documentos do Arquivo Municipal de Olhão”, por Andreia Fidalgo.

Andreia Fidalgo é licenciada em Património Cultural pela Faculdade de Ciências Humanas e Sociais da Universidade do Algarve e Mestre em História do Algarve pela mesma Universidade, sendo que a sua tese de mestrado versou sobre o médico olhanense Francisco Fernandes Lopes.

Na opinião da especialista, o ilustre olhanense, falecido em 1969, “foi uma das personalidades mais marcantes do panorama cultural algarvio e nacional da primeira metade do século XX, que permanece ainda pouco reconhecida. Nascido em Olhão, onde residiu quase toda a sua vida, e formado em Medicina, Fernandes Lopes foi muito mais que um vulgar médico olhanense, epíteto pelo qual ficou conhecido, mas que não lhe faz jus, uma vez que foi um intelectual multifacetado e interessado nas mais diversas áreas do saber”, revela Andreia Fidalgo.

A culminar este Dia Aberto no Arquivo Municipal de Olhão, pelas 18h00, será dado a conhecer o novo projeto do Arquivo Municipal, intitulado Memórias em Arquivo.