289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
A Ministra do Mar visitou esta sexta feira a cidade de Olhão, onde aproveitou para ficar a conhecer vários projetos e empresas que se dedicam à investigação e inovação no setor. Ana Paula Vitorino sublinhou que o concelho é um bom exemplo do que de bom se tem vindo a fazer no Algarve e no País no cluster do mar.

2016-073-ministra-do-mar-em-olhao-01
Com o presidente da autarquia, António Miguel Pina, como anfitrião, a ministra e a sua comitiva, que incluía o Secretário de Estado das Pescas, José Apolinário, e o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional do Algarve, David Santos, visitaram a Sparos, empresa spin off de rações para aquacultura, a Sun Concept, empresa que produziu um protótipo de embarcação a energia solar, e a Conserveira do Sul, empresa de conservas e patés de peixe, com uma grande aposta na exportação.

No final da visita, a governante mostrou-se agradada com o que de inovador tem vindo a ser feito no concelho: “gostaria de realçar uma outra coisa, que tem a ver com o nível de concentração de várias atividades ligadas à economia do mar, em cruzamento com a investigação que temos no Algarve, concretamente no concelho de Olhão. Olhão um exemplo daquilo que pode ser uma boa base de partida para aquilo que o governo quer fazer no âmbito da economia do mar”.

Ana Paula Vitorino falava no final de uma viagem pela Ria, a bordo do protótipo da Sun Concept, um barco movido a energia solar. Para a ministra, a inovação da empresa olhanense “é uma iniciativa muito interessante que, no fundo, está a promover vários aspetos da economia do mar: por um lado, é mais sustentável do ponto de vista energético, porque recorre a uma energia renovável; por outro, promove o turismo, ou seja, estamos aqui a conjugar aquilo que é a náutica de recreio com uma maior eficiência energética”.

2016-073-ministra-do-mar-em-olhao-02
A ministra aproveitou ainda para realçar os projetos de investigação que têm resultado em empresas de sucesso na economia real, como é o caso da empresa olhanense Sparos, spin off de rações para aquacultura. “São vários projetos que dizem bem da capacidade de fazer acontecer que nós temos aqui no Algarve. E são estes projetos que queremos apoiar. Eu estou aqui com o senhor Secretário de Estado e com o senhor Presidente da Câmara para dar um sinal de que apoiamos este tipo de projetos inovadores”.

No que diz respeito à aquacultura, Ana Paula Vitorino aproveitou a passagem por Olhão para anunciar um projeto de simplificação da relação entre os investidores e a administração central, no sentido de reduzir os prazos e agilizar o processo, tornando-o muito mais transparente e rápido.

Foi também junto ao porto de recreio de Olhão que a ministra deu conta de uma reunião que teve esta quinta feira com todos os presidentes de câmara da região, no âmbito da Comunidade Intermunicipal do Algarve, no sentido de congregar esforços para ser efetuado um levantamento de todos os equipamentos de náutica de recreio existentes, bem como das intervenções necessárias em cada um deles. O objetivo é implementar um plano faseado de intervenções nestas infraestruturas, identificar fontes de financiamento e planear a construção de novas marinas no Algarve.

2016-073-ministra-do-mar-em-olhao-03
No final da visita da Ministra do Mar, o presidente da autarquia, António Miguel Pina, mostrou-se satisfeito com o feedback que obteve por parte da governante: “Tivemos oportunidade de mostrar hoje à Senhora Ministra que Olhão é um verdadeiro cluster do mar: temos investigação para apoio à produção de peixe, investigação no que diz respeito à produção de alimentação para peixe, novas tecnologias na construção naval, acabámos de visitar uma indústria conserveira que está neste preciso momento a embalar 28 mil latas para exportar para a China. Muito mais haveria para dar a conhecer: para uma próxima visita, ficará o setor da aquacultura”.

O autarca aproveitou para sublinhar o papel dominante que Olhão tem vindo a conquistar no setor do mar: “Olhão é talvez dos concelhos do Algarve e do País que consegue ter quase todas as atividades nesta grande fileira que é o mar e a economia do mar”.

À entrada da Conserveira do Sul, onde ficou a conhecer uma empresa com um pendor cada vez mais exportador, Ana Paula Vitorino teve ainda oportunidade de trocar impressões com um grupo de moradores das ilhas-barreira, que se manifestavam contra as demolições previstas para as ilhas. Sublinhando que este é um assunto debaixo da alçada do Ministério do Ambiente, a governante não deixou, no entanto, de garantir que será encontrada “uma situação de equilíbrio”, “em diálogo” com os ilhéus.

Esta visita a Olhão integrou uma série de iniciativas de Ana Paula Vitorino no setor do mar e das pescas iniciada esta quinta feira em Faro, com uma visita aos laboratórios do Centro de Ciências do Mar (CCMAR) e ao Centro de Investigação Marinha e Ambiental (CIMA).

2016-073-ministra-do-mar-em-olhao-04