289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
No seguimento da política do Município de assumir a sua quota parte de parceria no apoio a projetos educativos no ensino secundário do concelho, foram apoiados no ano letivo de 2015-2016 na Escola Secundária Francisco Fernandes Lopes três projetos, num investimento por parte da Autarquia que ascendeu aos cerca de 1.600 euros.

2016-174-apoio-escola-secundaria

“Trata-se de apoios que, do ponto de vista financeiro, não representam quantias muito significativas, mas que para estes jovens constituem a possibilidade de poderem concretizar projetos muito importantes, e que são uma mais-valia na sua formação, quer académica, quer profissional”, refere o presidente da Câmara Municipal, António Miguel Pina, acrescentando que “termos projetos desta qualidade a representarem Olhão a nível nacional e mesmo internacional, é para nós um motivo de orgulho”.

Uma das iniciativas apoiadas está relacionada com o projeto Young Business Talents, da responsabilidade da multinacional Nivea, que consistiu na elaboração de um plano anual, constituído por um conjunto de decisões referentes a dois produtos específicos (solar e hidratante) desenvolvendo, assim, a aprendizagem prática na área da gestão.

Por intermédio de um simulador empresarial, as equipas tiveram que tomar todo o tipo de decisões referentes a uma empresa.

O Agrupamento de Escolas Dr. Francisco Fernandes Lopes participou com 16 equipas no projeto, e a equipa “Os Homens”, constituída por Gabriela Viegas, Lúcia Santos e Goreti Soares, alunas do 1º ano do Curso Profissional de Secretariado, conquistou o acesso à grande final. Este projeto foi apoiado pela Autarquia com 274,13 euros.

Outro dos projetos foi a competição Cansat, em que os alunos tiveram que construir um “satélite” com a forma de uma lata de refrigerante que foi lançado a 1 quilómetro de altitude nos ares da Praia de Santa Cruz, Torres Vedras.

A competição Cansat Portugal é dinamizada pela Agência Espacial Europeia, pelo European Space Education Resource Office, pela Agência Ciência Viva e pelo AeroEspaço de Torres Vedras.

Pela terceira vez, os alunos da Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes chegaram à final da competição, desta vez com a equipa Camaleão8700, constituída pelos alunos Catarina Matos, Rita Gomes, Susana Castilho e Tiago José, da turma 12ºA, que conseguiram um lugar entre as 14 equipas nacionais selecionadas.

Este projeto foi apoiado em 879,80 euros pelo Município.

Ao abrigo do projeto PEPA – Projeto de Escolas Piloto de Alemão, sustentado num protocolo de colaboração entre o Goethe Institut, a Associação Portuguesa de Professores de Alemão e as escolas associadas, nas quais se inclui a Escola Secundária Dr. Francisco Fernandes Lopes, as professoras da disciplina de alemão do 11º ano candidataram duas alunas a uma bolsa de estudo de língua alemã com a duração de três semanas, na Alemanha.

Estas bolsas têm o patrocínio da Associação de São Bartolomeu dos Alemães, em Lisboa, e do Goethe Institut Portugal, entidades que deliberaram atribuir cinco bolsas a nível nacional.

Duas dessas bolsas foram ganhas pelas alunas Beatriz Bartolomeu e Beatriz Caldeira.

A bolsa cobre os custos do curso bem como da estadia, não englobando, contudo, as despesas da viagem, que foram comparticipadas pela Autarquia em 430 euros, possibilitando, assim, a estas jovens, cumprir o sonho de estudar uma língua estrangeira no respetivo país de origem.