289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
Chegou ao fim mais uma fase do Orçamento Participativo (OP) de Olhão, a avaliação técnica. Durante este mês de outubro foram avaliadas todas as propostas mais votadas em cada uma das sessões. Quando, por força da recusa em sede de comissão técnica, alguma das propostas não foi aceite, deu lugar à análise da proposta seguinte, até serem encontradas três propostas viáveis por sessão.

2016-260-orcamento-pariticipativo

Por diversas razões, foi necessário recusar alguma das propostas apresentadas e fazer ligeiras alterações a outras. Onde estas foram realizadas, procurou-se manter o espírito original das propostas, não as desvirtuando. As que foram recusadas, foram-no porque não seria de todo possível a sua concretização.

Foram aprovadas as seguintes propostas:

Fuseta: 
- Reabilitação do Largo da Benedita;
- Requalificação dos apoios de pesca;
- Colocação de lombas redutoras de velocidade na Rua da Liberdade.

Moncarapacho:
- Criação de um parque de lazer e estacionamento junto a Escola EB 2,3 Dr. João Eusébio;
- Sinalética para a rotunda junto à Escola EB 2,3 Dr. António João Eusébio;
- Colocação de sinalização de percursos pedestres no Cerro de São Miguel e no Cerro da Cabeça.

Olhão:
- Criação de um parque de lazer e de desporto na freguesia de Olhão;
- Desenvolvimento de um projeto de integração da população desfavorecida dos bairros sociais;
- Eliminação da circulação automóvel na Zona Ribeirinha dos Mercados de Olhão.

Pechão:
- Parque de convívio/infantil junto à zona ribeirinha/complexo desportivo;
- Criação de percurso para a promoção do uso da bicicleta e atividades de lazer pedonais;
- Criação de parque com equipamentos de treino e lazer destinado a animais.

Quelfes:
- Requalificação do Polidesportivo no Bairro Fundo Fomento Habitação e no Bairro Marechal Carmona (Campo Cassiano);
- Reabilitação da EB1 Marim e do espaço envolvente;
- Requalificação da Av. Calouste Gulbenkian e conclusão da ciclovia.

Até dia 1 de novembro, decorre um período em que, de acordo com o regulamento, os munícipes se podem pronunciar sobre esta lista.

No dia 2 de novembro, será publicada a lista definitiva de propostas a votação, bem como divulgada informação pormenorizada sobre como votar por SMS ou presencialmente.
 
A votação terá início no dia 8 de novembro e irá terminar no dia 8 de dezembro.

O primeiro Orçamento Participativo de Olhão contempla uma verba de 400 mil euros, a serem investidos em projetos propostos e escolhidos pelos munícipes.