289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
Em parceria com a Editora Caminho, com a presença da autora e do editor Zeferino Coelho, no âmbito das atividades complementares do Clube de Leitura da Biblioteca Municipal José Mariano Gago, a escritora Isabela Figueiredo apresenta ao público olhanense o seu mais recente livro, A Gorda, na sexta feira, 2 de dezembro, pelas 18h00.

2016-284-autora-isabela

Isabela Figueiredo nasceu em Lourenço Marques, Moçambique, atual Maputo, em 1963. Após a independência de Moçambique, em 1975, rumou a Portugal, incorporando o contingente de retornados. 

Foi jornalista no Diário de Notícias e é professora de Português. Estudou Línguas e Literaturas Lusófonas, Sociologia das Religiões e Questões de Género. Publicou os seus primeiros textos no extinto suplemento DN Jovem, do Diário de Notícias, em 1983.

É autora de Conto É Como Quem Diz, novela que recebeu o primeiro prémio da Mostra Portuguesa de Artes e Ideias, em 1988, e de Caderno de Memórias Coloniais, cuja primeira edição data de 2009. 

Escreve regularmente no blogue Novo Mundo. Desenvolve workshops de escrita criativa e participa em seminários e conferências sobre as suas principais áreas de interesse: estratégias de poder, de exclusão/inclusão, colonialismo dos territórios, géneros, corpo, culturas e espécies. 

Maria Luísa, a heroína deste romance, é uma bela rapariga, inteligente, boa aluna, voluntariosa e com uma forte personalidade. Mas é gorda. E isto, esta característica física, incomoda-a de tal modo que coloca tudo o resto em causa. Na adolescência sofre, e aguenta em silêncio, as piadas e os insultos dos colegas, fica esquecida, ao lado da mais feia das suas colegas, no baile dos finalistas do colégio. Mas não desiste, não se verga, e vai em frente, gorda, à procura de uma vida que valha a pena viver. 

Segundo a crítica, este é um dos melhores livros que se escreveu em Portugal nos últimos anos.