289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
A Biblioteca Municipal José Mariano Gago foi o espaço escolhido por Goreti Ferreira para apresentar o seu primeiro livro, Chave do Abismo, ao público olhanense. A sessão decorre no sábado, 10 de dezembro, pelas 15h30 e conta com a presença, para além da autora, do editor Paulo Afonso Ramos e do artista plástico Ricardo Inácio, autor da capa do livro. Haverá ainda lugar para um momento musical, protagonizado por Toy Picoito.

2016-289-goreti-ferreira-01
Goreti Ferreira nasceu em Lisboa, em agosto de 1974. Viveu na periferia da capital até se fixar em Olhão, há pouco mais de um ano. O pouco tempo decorrido não impede que aqui se sinta “em casa” e envolvida nas atividades da comunidade.
É licenciada em Relações Internacionais. Funcionária pública, manteve, em paralelo com a profissão, a paixão pela escrita.

Pelo meio, entre 2010 e 2012, o blogue palavraslevaasanet.blogspot.com foi o veículo que encontrou para partilhar a sua escrita. Mais recentemente, o blogue assimemmim.blogspot.pt acabou por receber menos atenção da autora, entretanto envolvida numa paixão mais recente, a que conseguiu dar asas em Olhão: a pintura. Frequenta o Centro de Arte de Pintores Olhanenses e, através das telas e dos pincéis, complementa a necessidade permanente que tem de comunicar. Para a autora comunicar é como respirar.

Chave do Abismo, onde usa a prosa poética e os pequenos contos, numa entrega total que, ao lermos, nos faz sentir, viver, entrar no outro, numa espécie de resgate emocional.

“Esponja”, diz de si a autora, porque absorve, intui, sente o mundo em seu redor e, através das palavras, partilha.

Um livro que, sendo escrito por Goreti Ferreira, “poderia ser o relato de tantos episódios da vida de qualquer um de nós. A história de todos os abismos que nos assustam enquanto desafios... De todos os abismos a que chamamos vitórias, depois de os ultrapassarmos”.