289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
“Vila de Olhão da Restauração” é o título do óleo sobre tela da autoria de Carlos Porfírio, cedido pelo Município de Olhão, uma das obras mais relevantes do artista e cineasta, que integra a exposição em sua honra, que decorre no âmbito das comemorações dos 55 anos do Museu Regional do Algarve.

2018-001-exposicao-carlos-porfirio
A mostra encontra-se patente a partir desta sexta feira, dia 5 de janeiro, e até 30 de março, na sala de exposições da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento Regional.

Nascido a 29 de março de 1895, em Faro, Carlos Porfírio estudou na Escola de Belas Artes em Lisboa, onde conviveu com personalidades ligadas ao movimento Futurista, a chamada geração Orpheu, de que faziam parte Mário de Sá Carneiro, Almada Negreiros e Fernando Pessoa, entre outros.

Participou em exposições coletivas e organizou outras individuais, sendo que a cultura e as tradições algarvias foram a essência na expressão da sua arte. O seu conhecimento e trabalho de pesquisa sobre etnografia foram o espoletar para o conjunto de obras que realizou a fim de enriquecer o espólio do então Museu de Etnografia Regional, atual Museu Regional do Algarve, tendo sido seu conservador até falecer.

Estarão em exibição quadros de temas paisagísticos, temas da arquitetura tradicional, a partir dos edifícios cubistas de Olhão, e temas da festividade religiosa.

Esta iniciativa está integrada na programação do ano de 2018 – Ano Europeu do Património Cultural. Registe-se que 2018 tem uma importância simbólica e histórica para a Europa e o seu património cultural, uma vez que se assinala um número importante de eventos, como o 100º aniversário do fim da Primeira Guerra Mundial.