289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
Decorreu esta segunda feira, 23 de abril, a cerimónia da entrega das chaves das casas dos 23 novos inquilinos de outros tantos fogos de habitação social do concelho de Olhão.

2018-062-entrega-chaves-habitacao-social-01
Este foi o culminar de um processo “que decorreu com a máxima transparência”, nas palavras do presidente da autarquia António Miguel Pina, uma vez que a atribuição das casas foi feita através de um sorteio público, que ocorreu em março, entre os munícipes que a elas se candidataram.

A atribuição destas casas de habitação social, com tipologias entre T1 e T4, acontece depois de um investimento de requalificação orçado em cerca de 15 a 20 mil euros por habitação.

Os fogos, cujas tipologias vão do T1 ao T4, localizam-se, em Olhão, no Bairro Fundo de Fomento de Habitação, na Rua da Armona, na Rua Manuel Oliveira, no Largo da Feira, no Bairro Horta do Pádua e no Bairro Horta da Cavalinha; em Moncarapacho, na Rua das Olarias, em Pechão, na Rua da Cruz Vermelha e na Fuseta, na Rua Nossa Senhora do Carmo.

Na cerimónia, António Miguel Pina aproveitou para dar a conhecer o “processo de moralização do acesso à habitação social no concelho de Olhão” que está a ser implementado, nomeadamente no que diz respeito à falta de pagamento da renda, à falta de manutenção das casas por parte dos inquilinos, ou à permanência de um número de habitantes superior àquele que a habitação comporta.

Um esforço de fiscalização por parte da autarquia e da empresa municipal Fesnima que vai continuar, até porque, conforme anunciou o autarca, o investimento na requalificação do parque habitacional vai prosseguir: “é um investimento que fazemos com gosto, para que quem habita estas casas tenha as melhores condições, mas é um património público que não podemos deixar que se degrade devido a uma má utilização por parte de quem lá vive”.

Ao todo, a Câmara Municipal prevê investir, até final do mandato, cerca de 3 milhões de euros na reabilitação da habitação social do concelho.

Nos próximos meses, arranca a 1ª fase no Bairro Fundo de Fomento de Habitação, no valor de 700 mil euros. A 2ª fase será lançada a concurso público brevemente.

A requalificação do Bairro Horta do Pádua, no valor de 900 mil euros, será posta a concurso logo de seguida.

2018-062-entrega-chaves-habitacao-social-02

2018-062-entrega-chaves-habitacao-social-03

2018-062-entrega-chaves-habitacao-social-05