289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2012-086-Variante EN125 1Segundo notícias vindas a público recentemente, a Variante de Olhão à EN125 não vai ser construída. Lamentamos tal decisão do Governo, que nos surpreendeu desagradavelmente, uma vez que esta é uma obra prevista desde o início do processo de requalificação desta via  e considerada como prioritária. A anulação da decisão da sua construção vai causar graves prejuízos, não só aos olhanenses, como também aos algarvios e aos turistas que nos visitam.

A já difícil situação em que vivem os olhanenses residentes junto à EN125, agravada com a criação das portagens na A22, que trouxe ainda maior volume de circulação a esta via, é hoje insuportável pelos níveis de poluição ambiental que provoca, ao mesmo tempo que se agravaram as dificuldades de mobilidade no Sotavento algarvio.

Apesar de tudo, penso que este processo é reversível, pelo que solicitei uma audiência com o Senhor Secretário de Estado das Obras Públicas, Transportes e Comunicações, com a urgência que o caso merece, para lhe expor as razões que nos assistem e que são, obviamente, muito importantes para a principal atividade económica da região, o Turismo, que poderá ficar em perigo nesta zona do Algarve num momento em que a região e o País precisam que este setor recupere rapidamente e seja o principal trampolim para o aumento das exportações.

Não queremos ser obrigados a encetar outros processos reivindicativos, que seriam prejudiciais a todos nós e que não interessam a ninguém – Governo, Região e Autarquia –, mas se a isso nos obrigarem não voltaremos a cara a esta luta!

Olhão, 09 Outubro 2012

O Presidente do Município de Olhão,
Eng. Francisco José Fernandes Leal
2012-086-Variante EN125 2