289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2012-103-Expo OlhaoSecXIX
Olhão no Alvorecer do Século XIX é o tema da exposição inaugurada no dia 15 de novembro, na Casa João Lúcio/Ecoteca, em Olhão, e que estará patente durante um período de 12 meses. Ali poderemos conhecer nove trajes de época e respetivos acessórios, numa iniciativa conjunta do Município de Olhão e da Escola Básica 2, 3 João da Rosa.
 
O património de um povo pode ser aferido pela sua capacidade em perpetuar a sua memória. Esta máxima aplica-se ao trabalho que a Escola Básica 2,3 João da Rosa levou a cabo no seu projeto “Olhão e os Franceses”. A Escola realizou uma investigação dos trajes do início do século XIX, dos costumes, da música, e de tudo aquilo que dizia respeito à época.
Foram construídos textos, executados trajes e ficcionados os principais episódios históricos de Olhão, culminando o trabalho na motivação dos alunos, professores e familiares para a participação na reconstituição histórica, envergando trajes ou dramatizando esses textos, entre outras iniciativas.

Com esta exposição pretende-se agora dar a conhecer à comunidade escolar e população em geral o espólio têxtil e acessórios recoletados nesse trabalho memorável que tanto orgulha os olhanenses. Considerando as atribuições do Município em matéria de promoção de boas práticas e de políticas de informação e educação ambiental e a programação específica da Casa João Lúcio/Ecoteca, a exposição integra uma sala dedicada exclusivamente a materiais didáticos e pedagógicos que promoverão junto da comunidade escolar valores culturais e ambientais. A esta iniciativa associar-se-ão um conjunto de atividades a realizar durante o período em que exposição estará patente, tais como workshops temáticos com historiadores e outros especialistas, peças teatrais, atividades ambientais relacionadas com a reutilização de materiais na conceção do vestuário da época e sua aplicação na atual conjuntura económica e social e promoção das atividades tradicionais e suas preocupações com o meio ambiente.

O trabalho agora apresentado na Casa João Lúcio tem a sua génese na Reconstituição Histórica dos acontecimentos de 16 de junho de 1808, apresentada à comunidade por quatro vezes no âmbito das comemorações do Dia da Cidade de Olhão.