289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2013-036-Curso de Iniciação - Identificação e Ecologia de Répteis e Anfíbios 2013A Casa João Lúcio/Ecoteca de Olhão acolhe, nos próximos dias 23 e 24 de março, o curso de iniciação à Identificação e Ecologia de Répteis e Anfíbios. Entre as várias atividades previstas para os dois dias, destaque para uma saída noturna de observação e identificação de anfíbios e para a apresentação do projeto LIFE+Trachemis.

Esta é uma iniciativa do Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens – RIAS/Associação ALDEIA, que conta com o apoio do Município de Olhão, decorrendo a atividade no Auditório da Casa João Lúcio/Ecoteca, espaço dinamizado pela Autarquia olhanense.

O curso tem como principal objetivo dar a conhecer as espécies de répteis e anfíbios que existem em Portugal, bem como os seus habitats e principais ameaças. Nas saídas de campo, os participantes poderão aprender a identificar as principais espécies existentes no Algarve, nomeadamente na região de Olhão. Os répteis e anfíbios estão muitas vezes associados a mitos e lendas e são perseguidos e abatidos ilegalmente pela população. Nesta atividade serão desmistificadas muitas crenças erróneas que envolvem estes animais para que os possamos começar a preservar.

As atividades começam às 15h00 do dia 23 de março, com a receção dos participantes na Ecoteca/Casa João Lúcio. O curso tem início com uma introdução aos anfíbios: principais caraterísticas morfológicas e importância ecológica e a apresentação dos Anfíbios de Portugal – identificação, biologia, habitat e distribuição das espécies existentes em Portugal.

No primeiro dia deste curso, falar-se-á ainda das principais ameaças em Portugal e métodos de conservação e, antes da pausa para jantar, será apresentado o projeto “Charcos com Vida”. Entre as 20h30 e as 23h00 realiza-se uma saída noturna para observação e identificação de anfíbios.

No domingo, 24 de março, as atividades recomeçam às 10h00. Entre outros assuntos a abordar, será apresentado o projecto LIFE+ Trachemys e os seus principais resultados. A seguir ao almoço, haverá uma saída diurna para observação e identificação de répteis. O curso termina às 18h30.

O RIAS é o Centro de Recuperação e Investigação de Animais Selvagens da Ria Formosa e está localizado em Olhão, na Quinta de Marim. A sua gestão está a cargo da associação ALDEIA desde outubro de 2009, numa parceria com o ICNB e com financiamento da ANA - Aeroportos de Portugal (através da iniciativa Business & Biodiversity). O RIAS tem como principais objetivos a recuperação de animais selvagens, a investigação dos fatores de risco para a sua conservação e a educação ambiental da população em geral para a importância da biodiversidade.

Funcionando como um hospital de fauna selvagem, o trabalho do RIAS consiste na receção e tratamento de animais que são encontrados feridos ou debilitados e posterior libertação, sempre que possível, no meio natural a que pertencem.

Todas as informações e inscrições para esta atividade estão disponíveis em www.aldeia.org ou através do telemóvel 927659313.