289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
2013-121 Desinfestacao ambiolhaoA empresa municipal Ambiolhão, E.M. promove, em julho e agosto, mais uma campanha de desinfestação, que abrange várias ações: desinsetização (moscas e mosquitos), monitorização da processionária do pinheiro, desratização e desbaratização.

As primeiras ações, neste caso de desinsetização (moscas e mosquitos), decorrem em todo o concelho, já nos dias 15, 16 e 17 de julho, seguindo-se nova intervenção a 9, 12 e 13 de agosto.

Nos dias 18 e 22 de julho realiza-se a primeira monitorização da processionária do pinheiro, na Ilha da Armona, com colocação dos dispositivos (armadilhas) para captura das borboletas adultas, procedimento que se repete a 14 e 29 de agosto, nas áreas de lazer e escolas do concelho. Haverá também intervenções dirigidas a baratas, ratos e moscas a 24 de julho e 5 e 19 de agosto nos mercados de Olhão, Fuseta e Moncarapacho.

Nos dias 22, 23 e 26 de agosto serão realizadas monitorizações de baratas e ratos nas escolas que abrangem os Jardins de Infância e Escolas do Ensino Básico do 1.º, 2.º e 3.º Ciclos.

As grandes ações de desratização e desbaratização nas várias zonas da cidade serão realizadas nos dias 14, 16, 19, 20, 21, 22 e 26 de agosto e nas freguesias da Fuseta a 27 e 28 de agosto, Moncarapacho a 28 e 29 de agosto, Quelfes a 30 de agosto e Pechão no dia 2 de setembro.

Esta é mais uma das ações de desinfestação que a Ambiolhão, E.M. promove periodicamente para controlo de pragas urbanas. Estas incidem essencialmente, na desbaratização, desratização e desinsetização em áreas de domínio público como, arruamentos, jardins, coletores de águas residuais, edifícios e equipamentos municipais, levadas a cabo por uma empresa devidamente licenciada e credenciada para o efeito e sempre sob a coordenação da equipa técnica da Empresa Municipal.

Todos os produtos e técnicas a utilizar nas intervenções atendem sempre às recomendações do Ministério da Saúde e Organização Mundial de Saúde, e os produtos em causa estão devidamente homologados no nosso País constando da “Lista dos Produtos Fitofarmacêuticos com Venda Autorizada”. São utilizados pesticidas biológicos, de forma a não comprometer pessoas, animais e organismos aquáticos.