289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
dircurso tomada de posse-1O Auditório Municipal de Olhão, acolheu no passado dia 14 de outubro, a Tomada de Posse dos Membros da Assembleia Municipal e Câmara Municipal. O Presidente da Câmara, Vereadores, Membros da Assembleia e Presidentes das Freguesias, assistiram, após a Tomada de Posse, conjuntamente com a população olhanense, à primeira reunião da Assembleia Municipal.

No âmbito das suas competências, Filipe Ramires (Presidente da Assembleia cessante) empossou todos os eleitos aos órgãos autárquicos.
Após o ato solene, o presidente da Assembleia Municipal cessante, Filipe Ramires, discursou, despedindo-se de todos os membros da anterior AM, bem como apelando ao bom senso e a uma elevada postura política de todas as forças partidárias em prol dos olhanenses e de Olhão.

A cerimónia no Auditório Municipal de Olhão, contou com a presença de todas as entidades oficiais convidadas, empresários do concelho e a população olhanense que quis assistir a tão solene ato.

Após a tomada de posse, o Presidente da Câmara eleito, António Pina discursou, lembrando a todos os presentes que “Não há tempo de excluir ninguém, há que trabalhar conjuntamente, para se retirar a riqueza das reflexões(…) todos juntos encontraremos a melhor decisão.”
“O desemprego, pobreza, a centralidade do poder, as acessibilidades (Variante Norte), a frente ribeirinha, as Políticas Sociais, Educação, Habitação Social ou Associativismo são alguns dos problemas existentes e que carecem de uma atenção especial!”, lembrou o atual Presidente.
“O esforço de todos em prol de todos”, concluiu.

Após o discurso de encerramento da Tomada de Posse, deu-se início à primeira reunião da Assembleia Municipal, onde Francisco Leal, cabeça de lista do partido mais votado (PS) deu início à sessão, com votação para eleger a mesa do órgão autárquico.

Foram apresentadas duas listas, designadas por lista A e lista B, sendo a lista A, encabeçada por Daniel Santana, tendo como secretários Olívia Gomes e Luís Salero Viegas, pelo PSD, e a lista B encabeçada por José Manuel Gonçalves Coelho e secretários Catarina Andreia Poço e João Calabreta Martins, pelo PS.

Após sufrágio, a lista A, presidida por Daniel Santana, foi eleita para a Assembleia Municipal, com 14 votos.