289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
A cidade de Olhão vai ganhar mais uma extensão significativa de frente ribeirinha, com a requalificação da zona Nascente da Avenida 5 de Outubro e de toda a Avenida 16 de junho.

2020-096-requalificacao-av-16-junho-01
A intervenção, que vai dotar a cidade de mais cerca de 700 metros de zona privilegiada de contacto com a Ria Formosa, encontra-se em fase de concurso público e representa um investimento de 1 milhão 850 mil euros.

Uma vez concluída a requalificação, esta zona da cidade dará um ‘salto’ em termos de qualidade urbanística, com a criação de novas zonas verdes, modernização da iluminação pública, ordenamento do estacionamento e construção de novas infraestruturas de saneamento e de águas pluviais.

Foi, igualmente, acordada com a Docapesca a transferência para o Município da gestão do espaço onde é realizada a Feira de S. Miguel.

“Vamos catapultar toda esta área - que vai deixar de ser uma zona pós-industrial para passar a ser mais uma zona nobre da cidade - para um novo patamar de qualidade de vida”, assegura o presidente da autarquia, António Miguel Pina.

O autarca acrescenta que esta empreitada, “a par da implementação do Pano de Pormenor Este de Olhão e a potencialização das formas de uso do espelho de água que é o porto de pesca, representa mais um passo numa intervenção que começou a nascente, com a 5 de Outubro e os jardins, e terminará ainda mais a nascente, com a requalificação da zona entre as rotundas do Cavalo-marinho e da fonte luminosa”.

Terminados estes projetos, a cidade passará a dispor de uma frente ribeirinha de 3 mil metros, zona de fruição de excelência, sem igual em toda a região, de contacto privilegiado com a Ria Formosa, sem entraves urbanísticos ou de qualquer outra natureza.

2020-096-requalificacao-av-16-junho-02