289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
De acordo com dados da AHETA - Associação dos Hotéis e Empreendimentos Turísticos do Algarve divulgados no início desta semana, Olhão lidera a subida da taxa de ocupação hoteleira no mês de agosto no Algarve, com mais 4,1%, quando comparada com números de 2016.

2017-184-ocupacao-turistica
“Estamos muito satisfeitos com estes números”, refere o presidente da Autarquia, António Miguel Pina, que sublinha que “refletem o caminho traçado por este executivo, no sentido de colocar Olhão nos roteiros internacionais do turismo de qualidade, de experiências e de natureza, ao invés de um turismo de massas. Ainda assim, é com agrado que registamos esta subida no mês de excelência das férias”.

A taxa de ocupação média, por quarto de hotel, no Algarve, durante o mês de agosto, foi de 93,9%, situando-se ao mesmo nível do ano anterior, segundo a AHETA.

O mercado britânico registou a principal descida (menos 16,3%), o que se fica a dever à desvalorização da libra em 15% no último ano.

Já o mercado nacional registou a maior subida (mais 10%), contrariando a tendência do último ano, seguido do alemão (mais 4,6%), havendo ainda a registar subidas nos mercados com menor expressão, designadamente, a Polónia, França Suécia, Bélgica, Dinamarca e Itália.

Em termos acumulados, desde o início do ano, a taxa de ocupação por quarto no Algarve regista uma subida de 2,2% e o volume de negócios um crescimento acumulado de 9,1%. O volume de vendas aumentou 3,8% durante o mês de agosto, conclui a AHETA.