289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
Olhão assinalou, a Semana Nacional pelo Combate às Desigualdades e Erradicação da Pobreza. Através de iniciativas concretas destinadas aos seniores e aos jovens do concelho, mas transversais a todas as outras faixas etárias, a Câmara Municipal pretende alertar para o risco de pobreza e exclusão social.

2018-150-semana-combate-desigualdades-e-erradicacao-da-pobreza-1

As iniciativas “Igual Mente”, “Para mim ser Igual é...” e ações de sensibilização para as questões da igualdade, decorreram nos dias 23 e 24 de outubro em vários espaços da cidade. 

O dia 23 começou com uma sessão de mindfulness yoga na Casa da Juventude de Olhão. Cerca de três dezenas de utentes dos centros comunitários da Cruz Vermelha de Olhão, Al-Hain (ACASO) e Verdades Escondidas, sentiram os benefícios dos exercícios propostos pelo professor Sabino Soares com o objetivo de atingir o bem estar físico e mental.

Elsa Parreira, a vereadora com o pelouro da Coesão Social, realçou a necessidade de se trabalhar para a “igualdade de inclusão e participação social. É urgente combater as desigualdades que ainda existem, através de um apoio cada vez mais próximo junto da população mais descriminada socialmente”.

2018-150-semana-combate-desigualdades-e-erradicacao-da-pobreza-2

Num ambiente descontraído e informal, as pessoas que, pela sua faixa etária, muitas vezes são as principais vítimas de desigualdades e pobreza, aprenderam qual a melhor forma de respirar, essencial para o bem estar físico e mental. “Se todos tivéssemos tempo para fazermos atividades como estas, o Mundo seria bem melhor”, assegurou Sabino Soares, enquanto as suas ‘alunas’ seniores realizavam exercícios de mindfulness yoga.

As atividades, no dia 24 de outubro, realizaram-se na sede da MOJU e foram dedicadas aos mais jovens através de um debate com recurso a dinâmicas de grupo como forma de promover a reflexão em torno da igualdade nas suas várias dimensões.

Durante estes dois dias realizaram-se também ações de sensibilização para as questões da igualdade, com a distribuição de folhetos que alertavam para a violência doméstica e no namoro ou decorrente da homofobia e do tráfico de seres humanos.

2018-150-semana-combate-desigualdades-e-erradicacao-da-pobreza-3