289 700 100
 
geral@cm-olhao.pt
 
O Município de Olhão viu aprovadas, recentemente, as candidaturas para a remoção de amianto de mais três escolas do concelho.

2021-009-escola-alberto-iria-02
Trata-se de um investimento de cerca de 480 mil euros, financiado na sua quase totalidade – o Município assumiu os projetos de arquitetura - por fundos comunitários do Plano de Estabilização Económica e Social, que vão tornar as escolas EB2-3 João da Rosa, Dr. João Lúcio e Dr. Alberto Iria, estabelecimentos de ensino livres de amianto.

As intervenções de remoção das telhas de amianto avançam no terreno brevemente, devendo o processo ficar concluído até final de julho.
Para que o conccelho de Olhão se torne num concelho livre de amianto na totalidade das suas escolas, fica a faltar apenas a EB2-3 Professor Paula Nogueira, cujo investimento, por ser avultado, aguarda financiamento.

O amianto é uma fibra natural que suporta a altas temperaturas sem arder, durável e flexível. Tem ainda boas propriedades isolantes e muita resistência a ácidos e bactérias, para além do baixo preço, pelo que foi amplamente utilizada na construção civil entre os anos 1960 e 1990.

No entanto, desde 2005 que a União Europeia proibiu o uso de amianto, devido ao risco para a saúde, provocado, sobretudo, pela inalação de fibras libertadas para o ar.